Solo Leveling RPG: Os grandes caçadores surgem aqui!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Solo Leveling RPG: Os grandes caçadores surgem aqui!


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[Ficha] Moon Byul~

2 participantes

Ir para baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1[Ficha] Moon Byul~ Empty [Ficha] Moon Byul~ 18/7/2020, 17:55

Nue

Nue
Designer

Moon Byul - a.k.a. Blackjack
Masculino
22 Anos
164 Centimetros
52 Kg.
Seoul - Coréia
Seoul - Coréia

Summoner
C-Rank
24
100
100
180
100

90
0

Social
• Lábia
• Sedução
• Atuação
• Interrogação
• Intimidação


300
Em uma cabana decadente na Favela de Seoul (Guryong).
------------------------------

Apesar de seu genero e idade, Byul é alguém com poucas características masculinas. O rapaz não apenas tem cabelos longos - naturalmente brancos e artificialmente metade pintados de preto - como seus traços faciais são delicados e suas expressões estonteantes e cheias de charme. Porém, estes não são os traços mais marcantes de sua aparência. Ao invés disso, são seus olhos que mais chamam a atenção - não apenas são multicoloridos por natureza e brilhantes como uma joia rara, mas, suas pupilas são quase na forma de um quadrado, por vezes assustando aqueles ao seu redor. Graças a isso, o rapaz é dono de uma beleza especial e inata quase que incomparavel, que acaba sendo prejudicada pelas roupas baratas e sem graça que teima em usar. Porém, é impossível de se negar a figura elegante e charmosa por trás das roupas desgastadas do rapaz, com suas ações exalando  um certo charme e graça que poucos são capazes de exprimir com movimentos naturais.

-----------------------------------

A primeira impressão que dá as pessoas é de que ele é alguém extremamente amigável e conversador – ao ponto de que deve ser lembrado de conceitos como espaço pessoal e tópicos sensíveis. Porém, apesar disso, é difícil de lhe odiar. Com um sorriso naturalmente doce e pueril sempre em sua face, e olhos que não parecem conter qualquer malicia, ele parece uma criança inocente que ama brincar, é um pouco arteira e extremamente despreocupada e alegre.

Falando em despreocupação, é importante notar que Blackjack é a personificação da expressão ‘espirito livre’, por vezes indo além deste conceito. Pode-se dizer que ele existe para fazer o que quiser fazer, quando quiser fazer e somente se quiser fazer – a ideia de se curvar ou aceitar ordens dificilmente passando por sua cabeça. Graças a isso, e dependendo da situação, ele pode ser um companheiro extremamente inconfiável, agindo baseado nas suas próprias ideias, opiniões e concepções do que é melhor. Felizmente, isso raramente é um problema, já que a vitória sempre está na sua lista de interesses – o fazendo alguém levemente competitivo. Além disso, ele não se importa com o que as pessoas possam pensar ou dizer dele, e vive a vida com uma atitude despreocupada e leviana, quase frívola.

Entretanto, é importante dizer que sempre teve algo estranho em e sobre Blackjack: o jovem tem, e sempre teve, alguns – ou muitos – parafusos soltos. É quase impossível para Byul sentir emoções negativas como tristeza, arrependimento, ansiedade ou até mesmo medo. Ao mesmo tempo, apesar de ser capaz de compreender conceitos como leis, ética e moral, ele demonstra pouca a nenhuma reação ao matar ou ver pessoas morrendo. No geral, se tem algo que ele odeia, então seria ‘tédio’, e isso frequentemente o faz agir em prol de deixar as coisas mais interessantes – mesmo que nunca imprudentemente – ou o faz perseguir a diversão. O problema com isso é que se para isso é preciso abandonar seus companheiros, ele provavelmente o fará sem nenhuma hesitação e remorso. Graças a isso, apenas aqueles que são capazes de manter o interesse de Byul neles alto são capazes de se tornar e continuar sendo seus verdadeiros amigos.

Bem, no geral, pode-se dizer que Byul é como um ator observando o mundo como uma história. Extremamente amigável, e extremamente deturpado.

-----------------------------

Byul não lembra nada sobre seus pais, e tudo que sabe sobre eles é que seu pai o apostou e perdeu no jogo que deu origem a seu nome. Ele também sabe que o homem era extremamente influente, o tipo que não seria questionado se seu filho de três ou quatro meses desaparecesse repentinamente. Porém, até onde sempre se importou, a identidade de seus verdadeiros pais nunca foi uma de suas preocupações, pois a criança chamada de Blackjack sempre teve alguns parafusos a menos.

Ele não apenas nunca se curvou ou se desesperou em meio a violência com que foi criado, como também nunca achou estranha o ódio do mundo – não apenas para com ele, mas, tudo e todos. Os corpos de crianças que morreram de fome, as expressões gélidas de adultos empurrando seus filhos no lago, a injustiça de tudo e de todos... para ele, estas coisas não eram justificáveis, mas, eram normais e aceitáveis. Mesmo quando foi para a escola e aprendeu que existiam leis e regras apropriadas que deviam ser seguidas, estes tipos de pensamentos nunca mudaram.

Foi assim que ele cresceu como alguém extremamente amigável, porém absolutamente anormal.
Graças a sua natureza, a maioria das pessoas o evitavam e o tratavam como um monstro – pois por mais que fosse amigável, sempre havia algo esquisito sobre ele; também foi graças a isso que, apesar de sua bela aparência, ninguém jamais se aproximou. Ainda assim, enquanto vivia em seu próprio e pequeno mundo, e apesar de notar os olhares estranhos e assustados direcionados a ele, Blackjack era feliz. Bem, se fosse completamente honesto, ele frequentemente achava entediante não ter amigos com quem brincar, e ainda mais sem graça as apresentações de classe quando não tinha pais para as assistir. Yup, o som de insetos sendo esmagados em carne moída era muito mais divertido.
Sua vida deu uma volta durante a adolescência quando encontrou outra pessoa com alguns parafusos a menos – Letto, ou melhor conhecida como Choi Hanah.

Se Blackjack era ‘quebrado’ no sentido de não poder sentir emoções negativas ou empatia, então Letto era ‘quebrada’ no sentido de sentir que a vida e existência eram extremamente sem graça. A mulher facilmente se tornou o modelo de Byul, e ele amava como ela sempre atiçava as chamas do caos por pura diversão – a vida nunca era entediante, ou solitária, quando estava com ela. Também foi através dela que o rapaz aprendeu a atuar e interagir com outras pessoas, eventualmente se misturando na sociedade e até mesmo conseguindo encontrar um emprego como um ator relativamente famoso.

Então, quando os portões se abriram, a sua então guardiã Letto desapareceu repentinamente. O garoto, porém, não se preocupou, pois tinha certeza de que ela havia se escondido e estava se preparando para a incitar chamas ainda maiores que desabrochariam em uma incrível história. Mais algum tempo depois Blackjack experimentou seu próprio despertar como ranque C. Ainda que nem forte ou fraco, Byul descobriu em si um intenso fascínio e interesse pelos segredos das Dungeons e do mundo em constante mudança e, acima de tudo, estava curioso com qual tipo de cenário ele atuaria daquele momento em diante~.


---------------------------------

Link do roll: I'm back~
Link da ficha antiga: O Pior Healer - Moon Byul



Última edição por Nue em 18/7/2020, 19:34, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : Typo)

2[Ficha] Moon Byul~ Empty Re: [Ficha] Moon Byul~ 19/7/2020, 19:15

Reme

Reme
Rank B


_________________



[Ficha] Moon Byul~ TBO2FBd

Ir para o topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos