Solo Leveling RPG: Os grandes caçadores surgem aqui!
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Solo Leveling RPG: Os grandes caçadores surgem aqui!


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

[Ficha] Boylle Lightway

2 participantes

Ir para baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1[Ficha] Boylle Lightway Empty [Ficha] Boylle Lightway 5/1/2020, 20:00

KuroiYuki

KuroiYuki

Nome: Boylle Lightway
Rank: C
Classe: Assassino
Sub-Classe: Ranger
Gênero: Masculino
Idade: 19 anos
Altura: 1,70 m
Peso: 65 Kg
Tipo Sanguíneo: O+
Localização: Seul
Origem: Seul

Imagem do Personagem:
[Ficha] Boylle Lightway Latest?cb=20141205225630

Imagem Secundaria:
[Ficha] Boylle Lightway Latest?cb=20180809121120

Aparência:
Boylle não é musculoso, tem um corpo simples e aparência juvenil com o cabelo loiro e um par de olhos cor esmeralda. Sua pele é clara e suave fazendo o lembrar uma criança, mas não se engane por isso, suas mãos e braços são cheios de marcas por causa dos seus treinos severos com arco e flecha. Tem gostos por roupas mais claras e menos chamativas possíveis.

Personalidade:
Era um rapaz alegre e esforçado, geralmente estava muito empolgado. Agora parece estar focado no seu objetivo maior, e com os acontecimentos recentes ainda se encontra muito triste, mas ainda agitado o suficiente pra conseguir irritar outros por causa de contates perguntas devido a sua cede de conhecimento. Aparentemente é bem sereno e calculador quando está em situações dentro de um portal, assim, usando todo o conhecimento a seu favor. Ele ama as capacidades humanas, desde sua fisiologia até sua estrutura, isso foi um dos motivos para ter ingressado na faculdade de medicina. Sua paixão por plantas é notável, não por ser um protetor da natureza, mas sim por gostar de estudar o impacto delas no funcionamento do corpo humano.

História:
Boylle nasceu em Seul, seus pais eram empresários e tinham uma empresa que gerava renda o suficiente para proporcionar uma infância incrível para ele. Mesmo que ele sempre tivesse de tudo, foi ensinado a ser respeitoso e estava ciente de que era mais privilegiado que outro por causa da sua renda familiar, mesmo que ainda fosse mimado tinha noção de como não ser desagradável para outros só por ter um poder aquisitivo maior.

Durante sua juventude teve sua fase rebelde devido à ausência de seus pais em momentos importantes para ele. Entretanto, durou pouco tempo, seus pais eram cientes dos seus erros e assim que Boylle começou a apresentar baixo desempenho na escola, fizeram de tudo para resolver a situação. Logo, ele teve uma ótima educação, mas tinha uma convicção que era não querer trabalhar igual seus pais, talvez pelo trauma inevitável da ausência e do mimo. Então se esforçou ao máximo para ter boas notas e reputação escolar para ingressar na faculdade que quisesse.

Durante seu período escolar, Boylle procurou os mais diversos esportes para se destacar, entretanto ele tinha um porte físico fraco, nunca apresentou uma resistência para fazer esportes de desgaste físico. Isso o frustrou por muito tempo até achar o clube de arquearia, com o qual se identificou, um esporte em que a resistência não era uma necessidade.

Só que ainda encontrou um empecilho, sua força, ele não tinha força para ter um desempenho igual dos outros alunos, mas estava decidido de que era o esporte mais favorável para ele se destacar. Desde aí ele começou a treinar arduamente, mais que os outros, tanto, a ponto de se ferir e em algumas ocasiões encharcar a corda do seu arco com sangue de suas mão. Seu mestre o apoiava e ajudava com seus ferimentos, mas o repreendia por causa dessa conduta irresponsável.

Seu mestre era um professor com amplo conhecimento de medicina tradicional, usava as mais diversos produtos naturais para trata-lo, no começo isso só irritava o Boylle por ficar com o cheiro das ervas, e sempre preferia fármacos industrializados. Aos poucos, Boylle via que seu corpo respondia de maneira incrível aos fitoterápicos e isso foi chamando sua atenção, tanto o conhecimento sobre esses produtos, quanto o mecanismo de ação no corpo humano. Demorou 1 ano, mas tinha definido seus projetos para o futuro, queria estudar medicina e desenvolver o uso de medicamentos naturais.

Tudo estava certo, com seu esforço ele conseguiu se destacar a ponto de ganhar medalhas de bronze em campeonatos nacionais e diversos ouros em regionais e estaduais. Suas notas na escola o deixavam entre os 5 melhores, conseguindo algumas vezes o primeiro lugar em testes escolares. Mas isso não era o suficiente, ele queria ser o melhor arqueiro pelo menos em seu país.

Aos 15 anos foi selecionado para ir para a alta escola, uma turma formada só dos melhores alunos da escola média e lá se sentiu ainda mais desafiado. Começou a intensificar um costume que tinha desde mais novo, observar seus companheiros de classe procurando qualquer que fosse a metodologia para melhorar seu próprio estudo. Ele era quase um sociopata dos estudos, fazia de tudo para melhorar seu desempenho. Isso se espelhou na arquearia, onde tentava sugar seu mestre ao máximo tanto em conhecimento com o arco quanto ao conhecimento de botânica. Tal situação foi parada quando seu mestre já assustado disse que não tinha mais o que ensinar de arquearia, ele já tinha dominado tudo relacionado ao uso do arco. Isso frustrou o Boylle “Como eu já sei de tudo?” “Como isso pode acontecer se eu nem consegui meu ouro nacional?” “Será que esse é eu limite?”, todos esses pensamentos pairavam em sua cabeça, mas um o impactou mais “Será que meu mestre não quer mais me ensinar?”, isso o corroeu por dentro e desencadeou uma briga entre eles que durou por cerca de um ano.

No seu aniversário de 16 anos, seu mestre que não queria perder seu melhor aprendiz, entrou em contato oferecendo o que ele mais queria, melhora. Não estava relacionado com a arquearia, era relacionado a usar de maneira mais eficiente seu corpo para que tivesse o maior aproveitamento, independente do terreno ele sempre estaria tirando o melhor proveito da cena. Isso compensaria sua fraca resistência física, só que seu mestre não podia ensinar por não ter o domínio sobre a técnica, então propôs continuar ensinando sobre botânica e arranjaria o melhor acrobata para ensinar como usar seu corpo de maneira mais eficiente mesmo com seu baixo vigor. Ele aceitou e se afundou em treinos e estudos intensos por mais 3 anos.

Enfim, tinha chegado o dia de fazer a prova para ingressar na faculdade. Ele estava ansioso, mas muito seguro das suas capacidades, visto que nesses 3 anos foi capaz de conseguir o seu tão esperado ouro na competição nacional e conseguir o primeiro lugar em 80% dos testes da alta escola.

A prova não podia ser melhor, estava a caminho de casa super empolgado para contar para seus pais assim que os visse, mas ao chegar em casa se deparou com sua mãe com uma face extremamente triste o esperando perto da porta. Ele achou estranho porque nem esperava encontra-la assim que chegasse em casa, logo perguntou o motivo da situação. Sua mãe tinha uma notícia triste de algo que já estava acontecendo, mas tinha sido evitado contar para ele para que não atrapalhasse sua vida escolar. Seu pai estava sendo afetado pela doença do sono eterno e já estava no seu estado mais grave, ele não respondia mais aos estímulos dolorosos depois de dormir e o seu tempo acordado já era menos de 4 horas por dia. Isso o abalou, mas não era só isso, devido a baixa atuação de seu pai na empresa, ela estava em decadência, já que sua mãe não conseguia fechar parcerias por conta do machismo encrustado na sua cultura.

Portanto, eles já não tinham fonte de renda e estavam sobrevivendo do dinheiro que tinham guardado, além disso, seu pai já não podia ficar sem acompanhamento hospitalar severo. Isso o fez desabar, chorou desde aquele momento até a hora que caiu no sono. Naquele dia ele havia jurado vingança ao "mundo mágico" criado pelos portais, isso que nunca tinha afetado sua vida, tornou-se sua maior fonte de ódio e, a partir daquele dia, tinha jurado fazer de tudo para acabar com o "mundo dos portais".

No dia seguinte ele acordava com uma sensação estranha no corpo, eles estava sentindo como se todas as suas características tivessem melhorado e naquele exato momento ele pensou: “Eu despertei... Foi tirado tudo de mim, agora é a hora de retribuir o “favor” para o mundo dos portais e conseguir a cura para o meu pai”

Durante 3 meses ele se preparou e para sua aventura, usou o mínimo possível do dinheiro guardado, comprando só o suficiente para não morrer no seu primeiro portal e no dia anterior a sua aventura, ele recebeu a carta de aceite da Seoul National University (SNU) para o curso de medicina.

Força: 31
Inteligência: 101
Agilidade: 101
Sentidos: 101
Vitalidade: 66

Moradia: Casa dos pais
Perícias/Maestrias: Armas Brancas de Longo Alcance (Arco), Acrobacia, Análise de estilo, Medicina e Botânica

Link Roll: https://www.sololevelingrpg.com/t77p770-dados-de-despertar
Link da antiga ficha (Apenas se tiver resetado)

2[Ficha] Boylle Lightway Empty Re: [Ficha] Boylle Lightway 7/1/2020, 01:04

Reme

Reme
Rank B


_________________



[Ficha] Boylle Lightway TBO2FBd

Ir para o topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos